Montessori no ensino de inglês: como ensinar inglês em casa para seus filhos de 3 a 6 anos de idade
Neste e-book você receberá 5 aulas planejadas cuidadosamente para começar a ensinar inglês em casa para seus filhos, usando a filosofia montessoriana

Montessori: para entender melhor

Para entender a filosofia e o método montessoriano e o uso de Montessori no ensino de inglês, convém conhecer um pouco a trajetória de sua criadora, Maria Montessori. Esta italiana de Chiaravalle, foi uma das pessoas mais notáveis de todos os tempos não só pela persistência que demonstrou invadindo espaços até então inimagináveis pra uma mulher, mas também pela mudança profunda que propôs na maneira de ver a criança.

Graças a sua observação e experimentação sistemáticas da criança, essa médica e cientista afirmou, 130 anos atrás, que a criança não era uma tela em branco. Se ela vivesse no nosso século provavelmente explicaria assim: o HD das crianças já vem programado de fábrica para explorar o ambiente, para
aprender a se comunicar e para ser independente. Sobre o papel de pais, familiares e professores na formação do ser humano ela é categórica: o papel do adulto não é o de ensinar, e sim de preparar o ambiente e dirigir a criança sem atrapalhar seu progresso. Ou seja, nós adultos temos a responsabilidade de sermos exemplos de comportamento, de prepararmos o ambiente com atividades e elementos que elas possam manusear e explorar e de demonstrar como fazer isso, como usar esses instrumentos para a criança, e também temos a responsabilidade de acolher a criança nos momentos difíceis e no dia-a-dia, claro. O papel do adulto é dirigir a cena e não de atuar.

Origem do método montessoriano primeira Casa del Bambini

Montessori estudou a fundo o trabalho de dois franceses, Jean-Marc Itard e do Édouard Séguin. Esses dois defendiam que crianças com deficiência intelectual, que até então consideradas incuráveis, poderiam sim aprender e ser independentes. Séguin desenvolveu vários aparatos e atividades, que a gente hoje em dia chama de brinquedos pedagógicos, que eram todos multissensoriais, e que foram mais tarde incorporados ao método montessoriano.

 Maria Montessori usou os aparatos de Séguin para trabalhar com as crianças na clínica. Em dois anos o progresso das crianças foi tão evidente que algumas foram submetidas aos exames estaduais ao que eram submetidas todas as crianças ditas normais e algumas crianças da clínica alcançaram os mesmos resultados das crianças das escolas italianas.

Depois desse resultado nos exames estaduais Maria Montessori ficou muito famosa e veio gente do mundo todo ver o que estava acontecendo ali naquela clínica. Ela então pensou: “se eu tive esses resultados com essas atividades com crianças com deficiência intelectual, imagina se as adapto para crianças em geral? Que resultados, que benefícios elas não poderiam ter? E foi isso que ela fez.

Ela voltou pra Universidade, dessa vez pra estudar educação, começou a desenvolver seu método e em 1907 abriu a primeira Casa del Bambini, no subúrbio de Roma. Ali passa horas e horas observando essas crianças e experimentando com as novas atividades e um ano mais tarde – tudo aconteceu muito rápido – já haviam 5 Casas del Bambini abertas na Itália, 4 em Roma e 1 em Milão e o progresso das crianças era tão absurdo que ela foi ficando mais e mais famosa. As crianças começavam a ler com 5 anos, não que isso seja ideal nos dias de hoje, mas era uma coisa que não se via antes. E o mais interessante, que os observadores sempre mencionavam: eles nunca tinham visto crianças mais felizes. As crianças estavam muito à vontade, elas faziam o que elas queriam e nem por isso havia indisciplina, havia nada disso. Isso era muito novo.

Seu primeiro livro sobre o método é lançado em 1912, atinge o segundo mais vendido nos Estados Unidos e é traduzido pra 20 idiomas. Foi assim que tudo começou. Agora que você já conhece um pouco mais da história desse método, eu gostaria de convidá-lo (a) para explorar as possibilidades e os benefícios do uso de Montessori no ensino de inglês em casa.

Montessori no ensino de inglês: Como ensinar inglês em casa para seus filhos pequenos?

Essa pergunta me leva ao motivo de ter criado este material para vocês. Eu sou professora de inglês, há muitos anos, e educadora montessoriana. Fiz um curso de teoria montessoriana no Montessori International Institute em Londres e, logo em seguida, um mestrado de ensino de inglês para estrangeiros no Birkbeck College- University of London. Trabalhei em escolas infantis montessorianas e em várias escolas de inglês e decidi combinar essas duas habilidades. O estudo do uso de Montessori no ensino de inglês para crianças entre 3 e 6 anos se tornou meu principal objetivo e paixão.

Quando cheguei ao Brasil, fui trabalhar numa escola de inglês em Belo Horizonte. Tentei ali ensinar inglês embasada nas técnicas e filosofia montessorianas. E falhei miseravelmente! E sabe por que? O professor na sala de aula de inglês é a fonte de conhecimento. Ele é o centro das atenções e sua função é ensinar o que foi determinado pela escola para aquele grupo. O professor também é quem disciplina os alunos. Um conceito muito importante em Montessori é a autodisciplina. A criança não precisa ser premiada nem castigada. Se desde novinha lhe é dada essa liberdade, a criança se autodisciplina. Então você não precisa dar adesivo no final da aula, porque ela foi bem, você não precisa ficar elogiando constantemente seu trabalhinho, pois ela já fica satisfeita com o que fez.

Essas são só algumas das diferenças entre o método tradicional de ensino de inglês para crianças e o montessoriano. Eu entendo perfeitamente a posição de professores tradicionais mesmo porque trabalho em escolas. As escolas fazem o que podem mesmo para que naquele pouco tempo que elas têm o convívio com as crianças, possam passar o máximo de vocabulário, de expressões, de brincadeiras. Mas, uma vez que o foco é o conteúdo e não a criança, é impossível seguir a criança, como dizia Montessori.

Foi então que vi que em casa o uso de Montessori no ensino de inglês poderia funcionar muito bem. Em casa você pode utilizar a filosofia montessoriana pra ensinar inglês e a coisa pode fluir muito melhor. Você não tem tempo determinado. É interessante pré-determinar um tempo para fazer as sessões em inglês, mas aquilo segue. A criança, uma hora ou outra, vai te perguntar alguma coisa de novo, vai te chamar pra brincar daquele jogo. E não tem nada que diga que você não possa fazê-lo.

Pais estão muito mais livres, podem criar um ambiente em sua casa de contínuo aprendizado, o que a gente não tem numa academia de inglês. Ainda mais importante: pais fortalecem os laços com seus filhos quando passam tempo de qualidade com eles. E é por isso que Montessori no ensino do inglês pra crianças entre 3 e 6 anos em casa tem tanto a oferecer!

Montessori no ensino de inglês: como ensinar inglês em casa para seus filhos de 3 a 6 anos de idade